quinta-feira, 8 de julho de 2010

Genealogia dos Hipólito 2

Ontem, dia 7 de Julho, publicámos o tronco comum (mais antigo) da genealogia dos Hipólito. Hoje apresentamos um dos ramos, precisamente aquele que continua mais ligado S. Vicente da Beira. O primeiro deste ramo é filho do último casal da tronco comum.


6A. António Hipólito de Jesus, outro filho de José Hipólito de Jesus e Ana Joaquina de Oliveira, casou, no dia 8 de Fevereiro de 1854, com Maria Amália, filha de João Agostinho e de Maria Eufrásia.
O casal teve dois filhos, que se seguem.

7A. Joaquim Hipólito, filho dos anteriores, tinha 26 anos e era moleiro, quando casou, a 15 de Julho de 1885, com Maria Antónia, de 27 anos, moleira, filha de Francisco Nicolau, moleiro, e de Joaquina Augusta, moleira. Todos eram de S. Vicente da Beira.

8A. João Hipólito de Jesus (1871 – 1954), também filho do casal número 6A, era sapateiro de profissão e casou, aos 23 anos, com Iria de Jesus (1874 – 1963), de 22 anos. Este casal teve quatro filhos: Ernesto Hipólito de Jesus, maestro e fundador da Banda Filarmónica de Silvares, José Gregório Hipólito e as filhas que se seguem.

9A. Laurentina de Jesus Hipólito, filha dos anteriores, casou com Miguel Jerónimo. O casal teve os seguintes filhos: Maria de Jesus, Francisco, António, Miguel, José (padre), João, Conceição, Lurdes, Maria José e Iria.

10A. Maria do Carmo Hipólito (1896 – 1981) era a segunda filha do casal número 8A e teve um filho: Ernesto José Hipólito, que se segue.

11A. Ernesto José Hipólito, filho da anterior, casou com Maria de Jesus dos Santos Caio, filha de Joaquim Maria dos Santos Caio e Josefa Carlota e neta materna de António da Cruz e de Maria Carlota. Este Joaquim Maria dos Santos Caio era filho de João Maria dos Santos Caio de Castelo Branco e de Josefa Paulina de São Vicente da Beira, filha de Manuel Paulino e de Maria Joana, também de S. Vicente da Beira.
Ernesto José Hipólito e Maria de Jesus Santos Caio tiveram três filhos: a Judite, a Maria da Luz e o Ernesto (Ernesto Joaquim dos Santos Hipólito, colaborador nesta genealogia).


Ernesto filho e Ernesto pai.
Gente bem parecida, estes Hipólito! E ainda falta o Hipólito Raposo, em foto de galã coimbrão. Fica para amanhã.

7 comentários:

Ana Jerónimo Patrício disse...

Parabens pelo trabalho. É muito bom encontrar aqui a história da familia do meu pai - Francisco Hipólito Jerónimo.
Através desta informação conseguimos completar melhor a nossa àrvore geneológica no site www.myheritage.com.

Pelo facto de pertencer a uma família muito numerosa, a construção de uma arvore geneológica tornou-se um desafio.

José Teodoro Prata disse...

Ana:
Deixei com o Ernesto Hipólito a certidão de casamento dos teus bisavós João Hipólito de Jesus e Iria de Jesus.

José Teodoro Prata disse...

Ana:
Envia uma mensagem para o meu endereço de e-mail, que está ao alto do blogue, pois, além dos elementos que usei, tenho outros, embora poucos, que são interessantes para a vossa genealogia.

Judite disse...

José Teodoro, só hoje tive a oportunidade de ver a história dos Hipólitos. Gostei também muito de ver a foto do meu pai com o meu irmão. Quem comentou e também gostou, foi o seu aluno e meu neto, André Pereira. Parabéns pelo blog e muito obrigado pelo seu trabalho. Cumprimentos, Judite Hipólito.

Unknown disse...

Gente....gostaria de conhecer e descobrir meus familiares...sou neta de dionísio hypolito e emilia guadanhin hypolito...meus avo teve 14 irmaos...vou ver com minha avo como se chamava a minha bisavo....

Aildes disse...

OI, bom dia...estou pesquisando para tentar fazer a arvore genealogica da minha familia materna...achei super interesante esta pagina web.
O bisavô da minha mae se chamava Hipolito, era dono de uma engenho manual em Sergipe, loiro e casado com ALmerinda de Jesus, negra...nesse tempo só se casavam pela igreja, assim que ela nao teve seu sobrenome.
Seu filho, meu avô...se chamava Amancio Hipolito dos Santos, teve 7 filhas e 1 filho...todos hipolitos...

José Teodoro Prata disse...

Aildes:
Estes são os Hipólito de São Vicente da Beira, concelho de Castelo Branco.
Como Hipólito era um nome próprio e não um apelido, há muitas povoações com gente de apelido Hipólito. Os filhos de alguém chanado Hipólito ficavam com este nome com o apelido.
Exemplo:
O Hipólito de Jesus chamou ao filho Manuel Hipólito. E este pasou o apelido Hipólito aos seus filhos e netos.
José Teodoro